Startup de tecnologia pode revolucionar a indústria da moda

A Sourcemap, uma startup de tecnologia da cidade de Nova York, está construindo uma plataforma que pode revolucionar a indústria da moda: um mapa digital de todos os fabricantes de roupas em Bangladesh.

Bangladesh há muito tempo está no coração da indústria têxtil global – estimada em 28 bilhões de dólares, logo atrás da China – no entanto, o país tem lutado contra fábricas que não tratam os trabalhadores de forma justa e em condições dignas de trabalho.

A startup Sourcemap usa uma plataforma de mapeamento e transparência da cadeia de suprimentos, desenvolvida pelo MIT, para ajudar grandes empresas globais a terem maior transparência e responsabilidade de toda a sua cadeia de suprimentos.

Com a ajuda de uma doação da C & A Foundation, a startup espera mapear todas as fábricas têxteis no país e fornecer detalhes de suas certificações, relatórios de conformidade e práticas de fabricação.

Usando um aplicativo móvel, os coletores de dados visitarão cada fábrica para garantir que os padrões de conformidade sejam cumpridos.

O objetivo é tornar o mais simples possível a coleta de dados das fábricas locais e permitir que marcas de vestuário e outras partes interessadas obtenham acesso a estes dados por meio de uma plataforma de mapeamento fácil de usar.

Os dados coletados trarão detalhes como condições relatadas pelas fábricas, sindicatos e trabalhadores de Bangladesh. Além de dados sobre licenciamento, segurança e os nomes das marcas de roupas que cada fábrica produz. Esses dados serão então enviados para um mapa digital público, criado e mantido pelo Sourcemap em servidores em nuvem.

O mapa estará aberto a todas as marcas e compradores sem custos, na esperança de que os compradores internacionais possam rastrear facilmente um fornecedor. Também incentivará as fábricas a tornarem-se mais competitivas e com a possibilidade de atrair mais negócios.

A startup diz que as agências governamentais estão interessadas em usar o banco de dados para inspecionar e monitorar o setor de vestuário e que seu intuito não é fechar fábricas mas sim melhorar as condições de trabalho para todos.

Achou útil esta informação? Comente aqui embaixo e compartilhe com seus amigos nas redes sociais!