Por que nossas roupas não se desfazem enquanto as usamos

Os físicos sabem muitas coisas e novas descobertas sobre o nosso mundo são feitas todos os dias. Mas por que nossas roupas não se desfazem enquanto as usamos? Um novo estudo parece explicar isso.

O fio de algodão é feito de muitas fibras minúsculas, cada uma com apenas 2 a 3 cm de comprimento, mas quando juntas, as fibras são capazes de transmitir tensão por longas distâncias indefinidamente.

Em um novo artigo publicado na Physical Review Letters, intitulado “Por que as roupas não se desmontam: transmissão de tensão em fios descontínuos”, os físicos Patrick Warren, da Unilever R & D Port Sunlight, Robin Ball, da Universidade de Warwick, e Ray Goldstein, da Universidade de Cambridge, ambas na Inglaterra, investigaram a tensão dos fios no âmbito da física estatística. Eles descobriram que é o atrito entre as fibras que impede que os fios se desfaçam.

Usando técnicas de programação linear, eles mostram que o atrito coletivo entre as fibras cria um mecanismo de travamento, e enquanto houver fricção suficiente, um conjunto aleatório de fibras pode, em princípio, transmitir uma tensão indefinidamente grande.

No novo estudo, os pesquisadores modelaram o fio como um grupo de fibras que se sobrepõem aleatoriamente. Os resultados mostraram que, à medida que a fricção aumenta, uma transição de percolação do tipo de “falha” das fibras ocorre. Como explicam os pesquisadores, essa transição corresponde a “uma mudança de um modelo de falha ‘maleável’, onde o fio falha por deslizamento da fibra, para um modo de falha ‘quebradiço’, em que o mecanismo de falha é a quebra da fibra”. Acima deste limite, a resistência à tração torna-se aproximadamente 100 vezes mais forte que antes.

No futuro, o modelo também poderia ser usado para otimizar as propriedades de linhas de costura feitas de várias misturas de fibras.

Portanto fique despreocupado, ao menos que as costuras não estejam bem feitas você não corre o risco de ficar semi nu enquanto caminha por aí.

Achou útil esta informação? Comente aqui embaixo e se gostou deste post compartilhe com seus amigos nas redes sociais!